Skip to content

O hormônio esteróide afina mais ainda

setembro 1, 2012

Eu juro que gostaria de escrever sobre outro assunto (aliás, tenho rascunho pronto continuando a saga dos mitos contra o feminismo), mas esse caso do blog do hormônio não para de ter desdobramentos. Então, vou tentar esclarecer um pouco porque esse caso tá mobilizando tanto a minha atenção de feminista e falar um pouco das notícias fresquinhas sobre isso.

Não é que todo mundo tenha acordado e, do nada, resolvido implicar com um mísero blog que estava aí na boa. O histórico de machismo e misoginia desse blog é longo e faz tempo que ele coleciona reclamações por conta disso. Só que, até agora, poucas reclamações eram sequer escutadas porque, imagina, isso não passa de piada, vocês que são mal-humoradas e não entendem esse senso de humor refinadíssimo que diz que lugar de mulher é na cozinha. Realmente é necessário um senso de humor muito sagaz pra rir de uma piada que meu bisavô já devia achar velha.

vacilo poxa

Porém, como eu venho falando, parece que a coisa tá realmente ficando complicada pro piadista nos últimos dias: além de a Secretaria de Políticas para Mulheres afirmar por e-mail que encaminhou denúncia ao Ministério Público, algumas notícias sobre o caso saíram na mídia.

chapa esquentou tanto que pegou fogo

Vale a pena dedicar alguns minutinhos às declarações safadas do blogueiro que sentiu a chapa esquentando:

Eduardo Mendes, 31, diz que depois de receber muitas reclamações decidiu retirá-lo do ar. “Sempre tive o cuidado em não incitar violência contra a mulher, já que é um blog de humor, e quando vi que o vídeo estava dando margem a esse tipo de discussão, retirei imediatamente.”

Vamos apreciar um pouco como um cara de 31 anos tem o senso de humor tão refinado quanto os adolescentes mais patéticos que a gente encontra por aí.

O macho moderno pensa que vai enganar quem com essa conversinha mole de que tirou o vídeo do ar assim que as reclamações começaram a chegar? Quem não te conhece que te compre, esteroide. Ainda no dia 28 de agosto você fez o seguinte comentário para um colega:

de quem será que ele tá falando né

Nesse mesmo dia, após uma enxurrada de reclamações e denúncias, o post foi tirado do ar sem explicação nenhuma. Nunca houve, da parte deste indivíduo, a menor vontade de dialogar para sequer tentar entender o porquê da comoção – nem neste caso, nem em nenhum outro. A postura do indivíduo frente às críticas feministas é fingir que nada está acontecendo e, quando a coisa parece ser séria, deletar tudo que for possível e fingir que nada aconteceu.

Ou chamar as feministas de invejosas (post do dia 28/08)

Aí ele fala que sempre se preocupou em não incitar a violência contra a mulher. Repetindo que nossas denúncias jamais foram relacionadas à incitação de crime, mas de apologia. Enfim, tirando esse detalhe técnico… CÊ JURA? Até ontem você estava divulgando conteúdo de um site cujos autores realmente incitam a violência contra as mulheres. Agora tem a cara de pau de mandar que sempre se preocupou em NÃO fazer isso? Eu sei que esse blogueiro jamais fez questão de esconder o quanto acha que mulheres são seres inferiores e burros e taí uma prova do quanto ele realmente subestima nossa inteligência.

Ele afirma que o blog é baseado em um personagem, sem representar as opiniões dele. Diz ainda que há clara identificação de que é um blog de humor e nega que o site incite a violência sexual.

Não sei quem inventou que humor dá carta branca pra fazer e falar qualquer merda e sair impune, mas deixa eu falar uma coisa: quem falou isso pra vocês estava mentindo. Se você diz algo preconceituoso e acrescenta um “brinks galera é só piada hehehe” no final, isso não diminui o preconceito do que você falou. E, acima de tudo, não diminui a sua responsabilidade sobre o que você fala, faz e publica por aí. O fato de ter um personagem (RISOS) não te exime dessa responsabilidade.

Agora, não vou esconder o quanto está sendo bacana perceber que o negócio tá ficando sério pro lado do frouxo moderno que, não faz pouco tempo, se sentia inatingível pelas críticas das ~invejosas~. Espero que fique bem claro, não apenas para ele, que não existe o direito inalienável de ofender alguém usando a desculpa de fazer piada. Você pode até fazê-las, mas vai ter que lidar com a obrigação de se responsabilizar pelo que fala. E é muito satisfatório ver que nossa indignação finalmente está tendo resultados.

Procurada, a MTV Brasil não se pronunciou.

Meus parabéns à assessoria de imprensa da MTV Brasil que vem lidando muito bem com o caso, só que ao contrário.

O fato de a MTV Brasil estar envolvida nesse rolo todo só torna o caso mais emblemático. Por exemplo, em relação aos criminosos por trás do site Silvio Koerich, é muito difícil chegar até eles porque a internet ainda tem esse jeito de terra de ninguém. É especialmente difícil tirar o site do ar porque eles sempre arrumam um servidor cada vez mais complacente com conteúdo explícito – muito mais difícil de controlar do que um blogspot ou um wordpress da vida. Então, foram necessárias centenas de denúncias e uma ameaça de atentado contra estudantes da UnB para que a Polícia finalmente agisse.

Este caso, porém, é muito diferente porque nenhum dos envolvidos se esconde em algum servidor obscuro e não se trata de uma terra de ninguém. Pelo contrário, trata-se de um blog bastante conhecido que está vinculado a uma empresa de telecomunicações muito grande. Quando se trata de empresas, a gente tende a pensar que elas só existem para ter lucro e esquecer de que elas têm responsabilidades. Não custa repetir que uma empresa de telecomunicações que tem um canal de TV voltado para o público jovem tem uma responsabilidade social gigantesca com o conteúdo que ela veicula. Tentar tapar o sol com a peneira e fingir que nada está acontecendo é uma conduta inaceitável por parte de uma empresa como a MTV Brasil.

É verdade que a MTV Brasil chegou a se pronunciar sobre o conteúdo específico que vínhamos denunciando, mas ela é obrigada a se posicionar a respeito do site inteiro. Como eu disse, esse caso da apologia ao estupro é a ponta de um iceberg. Apenas o incidente mais grave e recente de um blog inteirinho dedicado a divulgar machismo e misoginia. E nós não deixaremos isso passar em branco: a MTV Brasil tem que esclarecer porque tem sido patrocinadora de um blog tão empenhado em ferir a dignidade de metade da população brasileira e decidir se vai continuar a ser conivente com isso – e, se decidir ser conivente, tem que enfrentar as consequências disso.

Anúncios

From → feminismo

2 Comentários
  1. me animo porque pelo menos algumas pessoas se revoltaram, e que uma ação foi tomada. diante de sites humorísticos com conteúdo misógino (e são muitos), a maioria das pessoas se cala e – se sentindo incomodada ou não – não toma uma atitude a repeito. por que esse tipo de piada é tão corriqueiro que parece banal – e portanto passível de aceitação.

    • nem consigo descrever como estou feliz por ter gente do governo se pronunciando e tomando as medidas cabíveis ❤ já estava na hora. acredite, tem muita gente defendendo esse cara e criticando as denúncias. às vezes isso desanima, mas depois das repercussões, estou com o fôlego renovado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: