Skip to content

A chapa esquenta e o macho afina

agosto 29, 2012

Todo discurso é uma construção social. Fora de um contexto, palavras não carregam significados. Essa é uma das coisas que aprendi no breve período em que cursei a disciplina de sociolinguística (que se trata, dentre outras coisas, da análise de discurso). Qualquer coisa é um discurso e, portanto, carrega um significado social, principalmente aquilo que é falado, uma vez que esta função cognitiva tem um papel primariamente social entre a espécie humana.

Então, por exemplo, chamar um negro de macaco só é algo escandaloso porque vivemos quase 500 anos de uma sociedade que inferioriza os seres humanos da cor negra. É por isso que chamar um negro de macaco não é o mesmo que chamar uma pessoa branca de lagartixa, pois este último discurso não carrega o pesado contexto sócio-histórico do primeiro.

Resumindo, uma piada não é “só” uma piada, um programa de TV não é “só” um programa de TV, um filme não é “só” um filme. Tudo isso é discurso e, portanto, ganha significado a partir do contexto em que é produzido. Cabe lembrar que contexto não se trata apenas de um pedaço específico de tempo ou espaço, mas da história e da cultura da sociedade em que se produz tal discurso.

“só” piada

Eu sei que isso tudo está muito redundante, é que eu não vejo uma maneira mais clara de explicar um negócio que me soa tão óbvio. Só me falta desenhar mesmo.

Só entrei nesse assunto da análise do discurso porque ela se faz necessária toda vez (toda vez MESMO, sério) que um babaca comete uma piada sobre estupro e um séquito de imbecis vem pra defender o inalienável direito de fazer piada e diminuir a indignação de quem resolveu reclamar. Já vimos isso não faz muito tempo, né?

Pois bem, o contexto é o seguinte: existe um blog com nome de hormônio absurdamente famoso que vive de fazer piadas machistas e misóginas. Lembram de quando os acusados por manter o site Silvio Koerich foram presos? Então. Nessa época, acharam um post no blog do hormônio cujo conteúdo era um vídeo do Koerich que o MACHO MODERNO tratou de apagar.

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:www.testosterona.blog.br%2F2010%2F01%2F11%2Fcomo-argumentar-com-mulheres%2F

Deus perdoa. A cache do Google, não.

(UPDATE: o que foi apagado era uma frase que constava abaixo do vídeo, algo como “a dica é do Silvio Koerich”. Porém, ao abrir o vídeo no Youtube, ele se encontra no canal do… Silvio Koerich)

Então, amigos, acho que não é necessário muito esforço para concluir que um blog que divulga conteúdo de um site abertamente misógino É misógino. Eu até poderia fazer um esforço e entrar no blog esteróide, dar print em algumas imagens para ilustrar meu argumento, mas não quero dar pageview para blog babaca. (UPDATE: tem um tumblr fazendo esse trabalho sujo muito bem: o Misoginia é a soma) O contexto misógino em que isso vem acontecendo é bastante conhecido, então acho que ninguém precisa apelar pra esse argumento.

se o contexto da “piada” é misógino, então ela é misógina.

Faz alguns dias, um post antigo do blog do hormônio voltou a ser discutido. Aliás, denunciado. O post, intitulado “como fazer sexo anal com sua namorada”, tem um vídeo produzido de maneira vintage (como uma propaganda de TV dos anos 50) em que um rapaz deseja fazer sexo anal com a namorada. Como a namorada nega duas vezes, a próxima estratégia é bater com um tijolo na cabeça dela e consumar o ato. Ainda segundo o vídeo, sexo anal seria melhor do que o vaginal por ser quentinho, apertado e mais degradante para as mulheres.

Óbvio que não ficaríamos calad@s. Óbvio que, quando a chapa esquentou, o MACHO teve a atitude DE MACHO cabível e tirou o post do ar. Engraçado é que as atitudes dele não têm nada a ver com as de um MACHO MODERNO, mas de um frouxo antigo mesmo.

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache%3AA8C103DJAr0J%3Awww.testosterona.blog.br%2F2010%2F05%2F17%2Fcomo-conseguir-sexo-anal-com-a-sua-namorada%2F+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Repetindo o ocorrido com a Nova Schin, esse vídeo imbecil pode ser considerado apologia ao crime de estupro, o que é, também, CRIME.

Como não poderia deixar de ser, o séquito de tietes do hormônio esteroide foi defender o ídolo. Com argumentos muito bem embasados, é claro. O chato é que, se eles tentaram defender que a internet não influencia ninguém,  falharam miseravelmente: TODOS repetiam a cartilha machista e misógina d’O MACHO MODERNO.

argumento bem-embasado

O que eu achei mais curioso é o quanto as pessoas que nem viram nada demais no tal vídeo anulam completamente a possibilidade de que, talvez, quem sabe, outras pessoas não concordem com isso e tenham achado esse post de um mau gosto extremo. É o mais puro argumento umbiguista: se EU não acho determina coisa ofensiva, então determinada coisa NÃO É ofensiva. Eu gostaria, de verdade, que essas pessoas saíssem da bolha em que vivem e conhecessem um pouco melhor o funcionamento da sociedade.

traduzindo: vivo numa bolha e meu umbigo é o centro do universo

Mas, voltando ao assunto principal: eu não sou advogada, não conheço bosta nenhuma de direito penal. Mas eu entendo que apologia de crime acontece independente de alguém pensar “nossa, deve ser bacana cometer tal crime!”. Ou seja, neste caso não depende da interpretação de quem assistiu esse vídeo e se alguém realmente achou que dar uma tijolada numa mulher para poder estuprá-la é uma boa idéia. Ninguém falou que esse vídeo incentiva a prática de um crime (porque, de acordo com o código penal, isso seria incitação), mas que faz apologia.

Apologia de crime ou criminoso

Art. 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:

Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

É verdade que trata-se de uma peça de ficção. Mas, até onde eu entendo, uma peça de ficção que trata um crime grave de maneira leviana e até enaltecendo-o como algo engraçadão é apologia. Porque em momento algum o ato de estuprar uma mulher inconsciente é criticado neste vídeo. Pelo contrário: como eu disse, no final do vídeo, o fato de sexo anal ser mais degradante para as mulheres (????) é tratado como algo positivo, é algo que faz parte da piada. Será que alguém teria a cara-de-pau de dizer que esse vídeo não tem nada demais se um homem batesse com um tijolo na cabeça de outro homem pra comer o cu dele? Ou, se no lugar da mulher, estivesse uma criança? Acho que não. Aliás, ainda bem que não.

Até acredito que se este vídeo tivesse sido divulgado por outro blog, a comoção não seria tão grande. A chave para entender isso, novamente, é o contexto. Todo mundo que já ouviu falar nesse blog do hormônio sabe que se trata de alguém que acha muita, mas muita graça em fazer discursos machistas e misóginos. Eu, particularmente, entendo que quando alguém acha que misoginia é um assunto engraçadíssimo, não vai demorar muito para que a pessoa acabe fazendo apologia a crimes contra a mulher – porque, afinal, isso seria engraçadíssimo e não passa de uma piada. No caso deste blog, trata-se de alguém que vem cuspindo um discurso de ódio há muito tempo, achando-se imune a críticas porque se esconde atrás do escudo do humor. Era só questão de tempo até esse escudo não dar conta de esconder o ódio. E, já que misoginia (ainda) não é crime, apologia ao estupro é. E nós não vamos deixar isso barato.

Algumas maneiras de denunciar o blog encontram-se aqui. Aqui um post sobre o assunto escrito com mais propriedade.

Sem mais.

UPDATE: o macho moderno, pra variar, afinou novamente. E acabou de passar um recibo gigante. Na noite de 28/08, quando comecei a escrever isto aqui e as denúncias começaram a ser feitas, o macho moderno tinha tirado o post do ar. Hoje, 29/08, o post está novamente no ar, mas com outro vídeo.

frouxo being frouxo

Mas, como eu tinha dito: a cache do google não perdoa. Ou seja, é só clicar nela que dá pra ver que até o dia 23/08/2012, o link levava ao vídeo original (que continua no ar e tem O SÍMBOLO do blog logo no início). Poxa, mas o vídeo não era só piada, nada demais, puro exagero de gente desocupada?

Sinal claro de que a chapa REALMENTE esquentou e o cara afinou. Mas nós não faremos o mesmo. Não deixaremos que mais uma ofensa a todas as mulheres siga impune.

Anúncios

From → feminismo

6 Comentários
  1. Gostaria de mostrar a conexão Testosterona-Silvio Koerich : http://expondoaferida.ceticismo.com.br/

    • obrigada por postar o link. vou ler com atenção! espero que tenha gostado do meu blog 🙂 beijos

  2. Sim, eu gostei muito 🙂

  3. Uma dúvida, no seguinte caso:

    Se fosse um homem cantando que iria colocar “chifres” na mulher, ou seja, fazendo apologia a traição e com isso destruindo diversos matrimônios.
    As feministas se pronunciariam contra, ou somente casos “mais graves” ?

    Eu comentei sobre isso, pois percebo o seguinte: Vivemos SIM numa sociedade machista, mas e as mulheres que acham que tudo pode? Que traem como se fosse a coisa mais normal do mundo? Usam de seus artificios e dotes para estrupar psicologicamente os homens…
    A luta feminista não seria contra este tipo de mulher também?

    Afinal muitos homens sofrem na mão das mulheres que fazem joguinhos de sedução para conseguirem o que querem…

  4. Guida Dório permalink

    Meu Deus, o que vocês acham que estão fazendo? Vocês feministas não sabem o lugar da mulher de verdade. Pras coisas ruins vocês falam mal mas na hora de não pagar pra entrar na balada vocês não falam nada né, queridas. Por favor, vão lavar a louça. A minha já está lavada, beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: