Skip to content

Da série: mitos sobre o feminismo – parte 1

junho 15, 2012

Como praticamente todos os movimentos sociais que buscam lutar pelos direitos das minorias, o feminismo acabou ganhando uma conotação bem negativa na sociedade. Claro que isso não é coincidência: sempre que uma minoria avança em sua luta, a sociedade endurece para manter seus privilégios. Com o feminismo, não foi diferente: ganhamos vários estereótipos e nos tornamos mulheres bigodudas, mal-humoradas, que sofrem de carência crônica de sexo e odeiam os homens.

Além deste pequeno elogio, é claro. “Feminazi: porque querer que seu gênero seja tratado como seres humanos é igualzinho a invadir a Polônia”

Além disso, o feminismo passou a ser encoberto por uma série de mitos para denegrir todo o histórico de lutas das mulheres. Minha intenção é falar de alguns deles. Claro que não vou lembrar de todos (são muitos!), então, sugestões são bem-vindas.

Mitos sobre o feminismo #1: “as feministas arruinaram nossas vidas! Se não fosse por elas, nós não teríamos que trabalhar como condenadas todo santo dia para colocar dinheiro em casa. Ou seja, além de ser obrigada a ter um ótimo emprego e ser a melhor funcionária do lugar, eu ainda tenho que chegar em casa e arrumar tudo, fazer o jantar da família, lavar toda a louça, dar banho nos meus filhos e colocá-los pra dormir. Malditas feministas!”

Olha, se você já disse ou pensou isso, permita-me te dar uns tapas. Só pra você largar de ser besta. Mulheres, sejamos realistas. Se não fosse o feminismo, jamais teríamos deixado de ser propriedade de nossos pais e maridos. Se hoje você é capaz de escolher com quem quer casar, quando quer casar e quando quer se separar, agradeça às feministas. Se você tem o direito ao voto e a se candidatar a cargos públicos, agradeça às feministas. Se você pode decidir o melhor momento para engravidar e ter filhos, agradeça às feministas. Na verdade, se não fossem as feministas, você sequer teria o direito de andar na rua sozinha. Já pensou nisso? Todas as mulheres têm muito o que agradecer às feministas das décadas passadas, como é mostrado neste vídeo muito bacana sobre a história do feminismo no Brasil.

Esse discurso é bem comum e muito, mas muito torpe. Ele basicamente culpa o feminismo por todas as coisas ruins geradas pelo… Machismo! Por exemplo, será que teríamos que provar o tempo todo que somos realmente boas no que fazemos se na nossa sociedade não existisse esse conceito machista de que mulheres são inferiores aos homens?

É uma verdade indiscutível: mulheres realmente fazem jornadas duplas de trabalho, pois chegam em casa e ainda têm que arcar com o trabalho doméstico sozinhas. Bom, tenho que contar uma surpresa bombástica: a culpa é do machismo! Machismo é delegar todas as tarefas domésticas para uma mulher simplesmente porque ela é mulher. Como se limpar a casa, cozinhar e cuidar de crianças fossem uma vocação naturalmente feminina. E isso vem desde sempre, quando a mãe divide as tarefas de casa com a filha enquanto o filho joga vídeo game o dia inteiro. Essa jornada dupla de trabalho só é possível porque o machismo (ainda) existe, não porque o feminismo surgiu. E acabar com isso é uma das nossas maiores lutas.

Anúncios

From → feminismo

2 Comentários
  1. Uns tempos atrás ouvi de uma conhecida na casa dos 40 anos que lamentava ter que trabalhar por causa das “queimadoras de sutiã”… Quem nunca ouviu uma dessas? Na hora nem falei nada, mas aquilo me deixou com uma pulga enorme atrás da orelha. Como é que tem mulher que ainda pensa assim?

    Pena que não tive um insight para dizer: Não quer trabalhar meu bem? Então vai lá e perpetua o machismo, mostrando que precisa de alguém que a banque (e que a humilhe por tabela), porque não quer sair da sua zona de conforto… E por favor, também nem fale mais comigo… Não consigo mais ficar perto de gente com pensamento machista…

    Um beijo e faça mais dessa série dos mitos. Está muito bem escrito!

    • Também nunca vou entender. Digo, eu sei que tem uma propaganda enooooooorme pra glorificar os bons tempos de antigamente (bons pra quem, né?). Mas não dá pra entender como engolem isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: